Alcarrás, o desenraizamento de uma família – Urso de Ouro na Berlinale

Nós, enquanto seres humanos, sempre tivemos uma relação muito forte com a terra. É onde a vida começa e onde a vida acaba, dá-nos sustento e um lugar para descansar no fim. Existia antes de nós e irá, esperemos, continuar a existir depois de nós. O seu cuidado e cultivo estão presos na tradição, representando um dos ofícios mais antigos do mundo. Neste século, com as progressivas inovações técnicas e o domínio das terras pelos mesmos grandes compradores, como é que estes costumes humildes se vão conseguir manter de pé?

Alcarrás, da cineasta espanhola Carla Simón, coloca esta mesma pergunta através da história dos membros da família Solé, produtores há várias décadas de pêssegos na pequena aldeia da Catalunha cujo nome dá o título ao filme.

Continue reading “Alcarrás, o desenraizamento de uma família – Urso de Ouro na Berlinale”

Everything will (not!) be OK

Em 2013, Rithy Pahn dirigiu A Imagem Que Falta, indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e ganhador do prêmio Un Certain Regard no festival de Cannes, o longa apresenta a curiosa técnica de utilizar estáticas figuras de argila para reencenar os horrores do Khmer Rouge no Camboja e os desafios da pequena indústria cinematográfica do país. Em Everything Will Be Ok, Rithy Panh volta a usar a mesma técnica, mas complementando a mis-en-scène com um estilo ainda mais intenso de mesclar as figuras de argila com outras imagens documentais de nosso mundo.

Continue reading “Everything will (not!) be OK”

Avec amour et acharnement ou frágil como a vida

Se há realidade que o cinema francês mostrou, em especial O Desprezo de Godard, é que o fim de todas as histórias de amor se resume a um momento, a um gesto, a um olhar, a um encontro inesperado, que acabam por anunciar a separação dos amantes.

Continue reading “Avec amour et acharnement ou frágil como a vida”

Call Jane – Social Causes Pro Bono

Call Jane, by Phyllis Nagy premiered at Sundance 2022, on the 21st of January, 2022. The film follows Joy, a pregnant married woman who, due to a heart condition, might have health issues if her pregnancy proceeds. After trying various methods do stop the pregnancy, she finds the “Jane Collective”, a group of women who run and illegal abortion clinic.

Continue reading “Call Jane – Social Causes Pro Bono”

La ligne e os limites esbatidos das fronteiras pessoais

La ligne, filme de Ursula Meier em Competição no Berlinale, abre com o seu próprio género de big-bang, numa cena que não deixa dúvidas sobre a temática principal que vai explorar. Em slow motion, ao som de música clássica, assistimos a um momento crítico de agressão física infligida por Margaret (Stéphanie Blanchoud) à sua própria mãe.

Continue reading “La ligne e os limites esbatidos das fronteiras pessoais”

Rimini ou Comedor de Velhinhas Decadentes

Rimini, o mais recente filme do austríaco Ulrich Seild, abre com um grupo de idosos a cantarem em um asilo. Somos apresentados a um senhor que caminha com a ajuda de um andador. O espaço é composto por paredes cobertas por imensos adesivos simulando a natureza. Apesar do assunto, o ritmo do corte não é lento.

Continue reading “Rimini ou Comedor de Velhinhas Decadentes”