Hot in Day, Cold at Night – A ilusória vida dos fantasmas

Young-tae e Jeong-hee vivem numa situação precária, com trabalhos part-time que permitem pouco mais do que o estritamente necessário. Tendo feito o pacto de nunca aceitar um empréstimo privado, em tempos de crise e conflito, Jeong-hee cede à pressão e aceita a dívida em segredo. Os dois colectores do empréstimo, meticulosos e ligeiramente assustadores nas suas simpáticas ameaças, aparecem um dia em casa da mãe de Jeong-hee, pressionando-a para pagar o que deve. 

Continue reading “Hot in Day, Cold at Night – A ilusória vida dos fantasmas”

Mato seco em chamas – A ficção científica está aí, para quê criá-la?

Para os mais familiarizados com o cinema brasileiro, a coincidência de vários géneros cinematográficos no mesmo filme não causa surpresa. Trata-se, aliás, de um elemento distintivo do cinema brasileiro desde Glauber Rocha, admirável na articulação e conciliação de diferentes linguagens cinematográficas.

Continue reading “Mato seco em chamas – A ficção científica está aí, para quê criá-la?”

Três Tigres Tristes, um universo surrealmente próximo do nosso

Em São Paulo, num futuro distópico sinistramente semelhante ao nosso, um vírus indeterminado infeta a população, atacando a capacidade mnemónica do cérebro. Para controlar a pandemia, é anunciada uma “Fase Dourada”, cujas condições ainda estão por definir. No meio da confusão quotidiana, três jovens queer navegam as dificuldades do mundo em que vivem, além das suas próprias identidades.

Continue reading “Três Tigres Tristes, um universo surrealmente próximo do nosso”

Geographies of Solitude, a taxonomia de uma ilha

Algures perto de Nova Escócia, província canadiana, existe um pequeno estrato arenoso conhecido como ilha Sable, reserva natural e casa de um rico ecossistema, que conta com uma única habitante humana. Há mais de 40 anos que Zoe Lucas documenta os batimentos cardíacos da natureza que a rodeia e tudo aquilo que vem à costa, numa obsessão taxonómica.

Continue reading “Geographies of Solitude, a taxonomia de uma ilha”

Super Natural – Por uma arte mais transgressora

Super Natural é daqueles raros filmes que poderiam, e talvez deveriam, ser exibidos num museu. Não por uma qualquer sublimação digna de passar a linha imaginária que atribui o rótulo de arte aos objectos.

Continue reading “Super Natural – Por uma arte mais transgressora”

Trio em mi bemol de Rita Azevedo Gomes – A coreografia do reencontro

Uma peça musical de Mozart, uma peça de teatro de Éric Rohmer e um filme de Rita Azevedo Gomes. Trio em mi bemol, o título que reúne as formas da distância de sensivelmente 250 anos, completa este tríptico, acrescentando-lhe o cinema como terceiro movimento.

Continue reading “Trio em mi bemol de Rita Azevedo Gomes – A coreografia do reencontro”

Secções Forum e Forum Expanded

De regresso às salas de cinema de Berlim, a 72ª edição da Berlinale apresenta, de 10 a 20 (embora também para a imprensa uma versão mais curta, até 16 de Fevereiro, quando serão anunciados os prémios), as secções Forum e Forum Expanded, como parte da sua programação.

Continue reading “Secções Forum e Forum Expanded”